halitose (mau hálito)

Mau hálito

O mau hálito não é uma doença, mas um sintoma, e é mais comum do que você imagina. Um em cada quatro adultos é acometido por esse problema, que não pode ser resolvido apenas com uma bala ou bochechos. Existem diversas causas diferentes, porém, em 90% dos casos, trata-se de um problema bucal.

O mau hálito (halitose) pode ocorrer em qualquer idade, mas tende a aumentar com o avançar da idade e não há distinção quanto ao sexo, tanto homens quanto mulheres podem apresentar o mau hálito.

As causas da halitose (mau hálito) são diversas:

 

saburra lingual (acúmulo de alimentos e bactérias formando uma “camada” de cor amarelo-marrom sobre a língua), doença periodontal, alterações morfológicas da língua, xerostomia (boca seca), cárie, feridas cirúrgicas, estomatites, processos tumorais, higiene deficiente,  amigdalite, faringite e sinusite, regime de emagrecimento, jejum, grandes intervalos entre refeições, tabagismo, gastroenterite, constipação intestinal, alterações hepáticas, alterações pulmonares, alterações renais, diabetes, estresse e depressão.

O tratamento da halitose causada pela saburra consiste na realização de raspagem da língua, que pode ser feita com higienizadores (ou limpadores ou raspadores) de língua, que são facilmente encontrados em farmácias.

Modo de uso:

  • Lave o limpador de língua antes e depois do uso. Assim, você remove as bactérias e os resíduos de comida que possam ter se acumulado;

  • Comece a limpeza a partir do fundo da sua língua e então venha para a ponta;

  • Raspe e limpe toda a superfície da língua, e não só o centro. Isso inclui as laterais;

  • Pode ser uma boa ideia repetir esse método algumas vezes para limpar a língua toda adequadamente;

  • Lave o raspador de língua após o uso para remover as bactérias e os restos de alimento de áreas da língua que você tenha limpado;

  • Enxágue a boca depois de limpar a língua.

 

Limpadores de língua são baratos e aumentam significativamente a sua higiene bucal, ao mesmo tempo que ajudam a prevenir o mau hálito.

 

Mas cuidado ao usar! Não aplique muita força para não machucar a língua. Faça movimentos suaves.

O cirurgião dentista irá diagnosticar a presença de mau hálito no paciente, investigar a origem e, então, indicar tratamento mais adequado.